331 PMME| CONFERÊNCIAS DE SAÚDE 000

Conferências de Saúde movimentam a cidade

Nos dias 06 e 07 de julho, foram realizadas no Ginásio Poliesportivo Municipal, as Conferências Municipais de Saúde. Ao todo foram 3 conferências: dia 06, de 8:00 as 12:00 foi realizada a 1ª Conferência Municipal de Vigilância em  Saúde. No mesmo dia, no período da tarde foi realizada a 1ª Conferência Municipal de Saúde da Mulher e no período da manhã, do dia 7 de julho de 2017 aconteceu a 7ª Conferência Municipal de Saúde. Foram escolhidos delegados para representar o município na Conferência Estadual de Saúde, em setembro de 2017. Ao todo, são 4 delegados: 2 representando os usuários, 1 representando dos profissionais  de saúde e outro representando a gestão. Representando a gestão a senhora Áurea Delecrode, representando os profissionais da saúde, a enfermeira Vilma Costa Fernandes e representando os usuários, Ricardo Veras e Reliane Miranda.

No período da manhã, foram tratados os  assuntos  da importância dos serviços de vigilância epidemiológica e sanitária para os serviços do SUS. A abertura oficial foi feita pelo prefeito municipal Welington Marcos Rodrigues. A palestrante, Sra. Eliana Maria Alonso de Carvalho, responsável pela vigilância sanitária, da Superintendência Regional de Saúde, dissertou a respeito dos serviços prestados pela vigilância em Saúde no âmbito municipal.

Após a palestra, foram divididos os participantes em 3 eixos de discussão:

  • Papel da Vigilância em Saúde na Integralidade do cuidado individual e coletivo em toda Rede de Atenção Básica;

  • Mobilização social no fortalecimento da Vigilância em Saúde;

  • Acesso e integração entre as Vigilâncias.

 

Para cada eixo, foram apresentadas propostas, que serão levadas para as Conferências Estaduais de Saúde.

A tarde, no dia 6 de julho foi o momento de discutir a importância da saúde da mulher. A conferência começou com uma apresentação do Grupo Corpo e Movimento, grupo voltado para a prática de atividades físicas principalmente para mulheres na 3ª idade, coordenado pela senhora Maria Noemi Diogo. O Grupo animou todos os participantes da conferência, com uma energia contagiante. Após a apresentação, ocorreu a palestra da Sra. Wilma Lúcia Pereira Braga de Resende, enfermeira especialista em obstetrícia e saúde da mulher. Mardespanhense, a enfermeira visivelmente emocionada com a presença de seus pais, começou sua palestra falando da relevância de reconhecer a importância das mulheres na sociedade. Foi muito relatado o princípio de integridade no tratamento às mulheres.

Após a palestra e o coffee break, foram  novamente divididas as equipes para discussão dos eixos e apresentação das propostas. Os eixos de discussão foram os seguintes:

  • O papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na vida e na saúde das mulheres;

  • O mundo do trabalho e suas consequências na vida e na saúde das mulheres;

  • Vulnerabilidade e equidade na vida e na saúde da mulher;

  • Políticas Públicas para Mulheres e participação social.

No dia 7 de julho foi o dia da 7ª Conferência Municipal de Saúde. A conferência contou a com a palestra do enfermeiro Alessandro Teixeira de Moraes, enfermeiro do SAMU e coordenador do Núcleo de Educação Permanente do HPS de Juiz de Fora. Em sua palestra, ele citou a importância dos serviços de atenção primária a saúde e da prevenção, bem como apresentou o fluxo de atenção à saúde desenvolvido juntamente com a Secretaria de Saúde de Juiz de Fora  e o Samu, no âmbito das urgências.

Tivemos ainda a palestra do enfermeiro Pedro Paulo Marques, servidor público da Prefeitura de Belo Horizonte. Mardespanhense, sentiu-se honrado pelo convite feito pela Secretaria Municipal de Saúde. Ele tratou do tema "Desafios do SUS: o que esperar para os próximos anos de Gestão?" Foi um breve apanhado histórico do desenvolvimento do Sistema Único de Saúde, e seus aperfeiçoamentos com o decorrer dos anos e as expectativas para os anos futuros.

Após a palestra, os eixos discutidos pelas equipes foram:

  • Gestão, financiamento, ciência, tecnologia e inovação do SUS;

  • Direito à Saúde, garantia de acesso e atenção de qualidade na atenção básica;

  • Capacitação, proteção e valorização dos profissionais da área de Saúde.

Ao fim, a Secretária Municipal de Saúde, Jaqueline Almeida Pacheco agradeceu aos presentes e reforçou a importância do atendimento primário à saúde, feito pelos profissionais da área. "Foram dois dias muito produtivos, e espero que todos os presentes tenham conseguido colher o máximo de informações possíveis", relatou a Secretária.