331 Histórico | Brasil | Prefeitura Municipal de Mar de Espanha 000

Histórico

 

O Município teve como primitivos habitantes aventureiro que, desiludidos de acumular riquezas fáceis dos garimpos de outras plagas, aqui aportaram devido às terras férteis, propícias à agricultura. O português Antônio José da Costa e o mameluco João Maquieira foram os precursores da fundação do lugarejo que recebeu o nome de "Arraial do Cágado".

A agricultura, especialmente, voltada à cultura do café, atraía um número crescente de aventureiro, proporcionando breve ocupação do território. A pecuária também tomava vulto, ao tempo em que as lavouras se diversificavam crescendo a povoação. Aumentou o ciclo de progresso a descoberta de veios de caulim, faldspato e calcários diversos, iniciando-se a extração e comercialização do mármore branco que durou algumas décadas. Na atualidade o município é rico, em calcários comercializados sob a forma de corretivos do solo.

Consta que um espanhol, levado pela saudade da terra distante, teria exclamado, ao contemplar a cheia que inundava o rio Paraibuna, onde deságua no Paraíba: - "Parece um mar ... um mar de Espanha". Este o topônimo que recebeu o município.

 

Gentílico: mardespanhense